quarta-feira, 25 de maio de 2011

21 anos depois.

Bom, vamos lá... por onde eu devo começar de fato eu não sei, o que sei é que tenho pouco a dizer, porém o pouco que eu tenho a dizer pode ser muito significativo(ou não), afinal eu sou aquele que sobreviveu a TRÊS (supostos) Apocalipses (1994, 2000 e 2011), eu esperei o bug do milênio (assim como muitos)... vivenciei a bolha na internet, e vi a publicidade se reinventar, mas ainda não voei em caros voadores, como muitos imaginavam como muitos imaginavam. Vinte e um anos parecem pouco, mas já vivi tantas coisas; já amei, odiei me apaixonei, esqueci, relembrei, ri, chorei, sofri... E se você me pergunta-se hoje algo emblemático... eu diria que foram os meus primeiros passos, (antes que você se indague, lógico que não me lembro dos mesmos, mas eu pressuponho que o que eu digo seja verdade...) pois foi também nesse momento que tive a minha primeira queda, mas as mãos dos meus pais, lá estavam pra me segurar, até o momento que eu me senti confiante o suficiente para andar sem a ajuda de ninguém... que tolo eu fui, pois até hoje continuo a tropeçar e cair, mas o mais importante nisso tudo, é que a lição de me levantar e aprender com isso eu nunca esqueci. E não pense você que a vida não brincou de me fazer cair, muitas vezes deslumbrando com certas questões, eu não era capaz de ver a armadilha que a pouco me esperava e tive que me levantar, e outra, e outra, e outra e inúmeras outras vezes, sendo que agora sem a ajuda dos meus pais. O que eu me indago é como tantas coisas passaram e eu só fui notar aqui, nesse ponto. Anos, meses, dias, horas, minutos e segundos passam sem que eu possa dar a eles a atenção necessária, e tudo agora não passa de nada, um abraço é um ato cotidiano, o “eu te amo” são 8 letras, três palavras e nada mais do que isso. Ao meu lado existem pessoas que eu se quer conheço(E as jugo assim mesmo, e não seja hipócrita de falar que você não faz o mesmo), e com o meu próximo... são poucos que de fato se importam, sem falar dos que não se importam ou dos falsos moralistas... aaah os falsos moralistas, é melhor seguirmos em frente. Eu agora quero bater metas, tenho horários, busco soluções... e o chopp do final de semana, que deveria ser para esquecer de tudo, é pra comentar os principais alardes, e já não há aquela disputa de status, ou dinheiro, mas sim a de mais problemas, preocupações, e existe um formula a qual podemos analisar isso de uma forma simples (X chopps . Y problemas = Z que são as horas que você não poderá dormir durante a semana , preocupado com as metas e os prazos). Se eu pudesse eu largava tudo ia morar numa ilha (que não fosse deserta) aonde eu pudesse surfar, relaxar e tomar um bom banho de mar, e duas semanas e meia depois eu iria voltar pra cidade, pois sentiria falta de reclamar de tudo isso de novo.



Autoria - Anderson Mendes Gama (25/05/2011)

.

2 comentários:

  1. http://www.celularespiao.org

    Se você precisar de um Grampo para telefone Celular, saiba que somos pioneiros na confecção destes equipamentos. Escuta de celular ou grampo telefonico Você grava tudo de forma totalmente segura e oculta e ainda pode receber as suas gravações por e-mail.

    ResponderExcluir
  2. http://www.marketingdeinternet.org/

    Todas estas perguntas nós temos a resposta e podemos construir o caminho para o sucesso da sua empresa. Seja ela um pequeno Bufe numa cidade do interior ou uma grande rede de lojas de varejo que queira ganhar o seu espaço na internet.
    Não temos receitas prontas, nem publicamos livros sobre Marketing de internet porque a internet é algo que muda a todo instante e voce precisa ter o Know How de anos de experência para poder oferecer ao seu cliente resultados concretos e não riscos.

    ResponderExcluir

Abra a Sua mente e aprenda a voar.